Saturday, July 01, 2006

18. Salamaleques

A ouvidos dispersos
(mesmo os nossos),
ranhetamos
os ardis da escolha.

Mais que prender o intangível
havia que entender os mistérios.
Por que o sim, por que o não?
Como conter preso o desatado?
Camisas de força? Juras de amor?

Impaciências...




O fim pendia de gentilezas,
celebrações agonizantes,
dia dos namorados, aniversário:
deixar polidos os sentimentos,
manter a saúde mental,
sobreviver...

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home